Yoga promove força muscular e equilíbrio em pessoas com osteoporose

A osteoporose é caracterizada pela perda massiva da densidade óssea, proteínas e conteúdo mineral, principalmente cálcio, levando ao um osso frágil e suscetível a fraturas. Estima-se que uma dentre três mulheres e um dentre cinco homens acima de 50 anos podem sofrer uma fratura decorrente da osteoporose. O risco de fratura aumenta conforme a idade avança, sendo que as fraturas de quadril e coluna têm alta mortalidade. Porém, as fraturas não são a única preocupação em casos de osteoporose. A coluna vertebral torna-se muito frágil, por isso eventos não-traumáticos, como um espirro, podem levar a compressões.

Dentro deste contexto, o Yoga auxilia na prevenção e na diminuição da progressão da osteoporose. Atividades de flexibilidade e suporte do próprio peso estimulam a deposição de massa óssea, além de melhorar a postura, equilíbrio e variedade de movimentos. As posturas que o aluno deve evitar são as de flexão e torção da coluna vertebral, porque podem levar a uma lesão em casos de osteoporose, portanto o instrutor de Yoga deve estar habilitado a saber conduzir a aula com os tipos de exercícios mais adequados para seus alunos.

As séries de Yoga que combinam posturas de flexão e extensão são muito benéficas para pessoas com osteoporose. Essas posturas fortalecem a musculatura extensora, que atua protegendo a coluna de fraturas e hipercifose.

Vale ressaltar que o sedentarismo e a falta de movimento na coluna contribuem para fraqueza muscular, enrijecimento da coluna e comprometimento do equilíbrio. A ausência de carga na coluna em todas as direções enfraquece a estrutura da vértebra comprometendo sua estabilidade. Dessa forma, a variação de movimentos da coluna é essencial para manter sua saúde e a força vertebral.

A prática do Yoga para quem tem osteoporose deve ser avaliada para cada caso. Não existe uma abordagem única para todas as situações. A princípio, deve-se identificar qual é o seu grau de perda da densidade óssea a fim de avaliar o risco de fratura. Alunos com perda que ultrapassa 1,5 cm da massa, têm maior risco de fraturas vertebrais. Já as pessoas com hipercifose que são incapazes de manter a coluna ereta em posturas de flexão também têm maior risco de fraturas. Dessa forma os movimentos sem peso e de rolamento são mais indicados nesses casos. Aqueles que têm osteopenia (grau menos severo de perda óssea) ou osteoporose de baixo risco de fraturas na coluna vertebral são extremamente beneficiados com a prática regular de Yoga a fim de manter a saúde e força das vértebras. As posturas do Yoga são baseadas na sustentação do peso do corpo promovendo fortalecimento da musculatura que sustenta a coluna vertebral, promove equilíbrio e melhora a qualidade de vida de pessoas com perda de massa óssea.

O Espaço Kaizen oferece aulas de Yoga para todas as idades e todos os objetivos. Venha fazer sua aula experimental!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.