Os efeitos do Pilates na artrite reumatóide

Artrite Reumatóide (AR) é uma doença autoimune inflamatória e crônica que afeta 1% da população mundial, segundo a Artthritis Foudation, sediada nos EUA. Segundo a Sociedade Brasileira de Reumatologia (SBR), a AR acomete duas vezes mais as mulheres do que homens e inicia-se, geralmente, entre 30 e 40 anos de idade, tendo sua incidência aumentada conforme o avançar da idade.

A doença cursa com a inflamação do tecido sinovial das articulações, resultando em dor, deformidades e redução da qualidade de vida devido à destruição tecidual, segundo estudo publicado no Jornal Brasileiro de Patologia e Medicina Laboratorial. Os sintomas mais comuns, além da dor, são edema, calor e vermelhidão, principalmente em mãos e punhos, sendo que as articulações inflamadas provocam rigidez matinal e fadiga, segundo a SBR. De acordo com a mesma instituição, outros órgãos e tecidos podem ser acometidos tais como unha, pele, rins coração, musculatura, pulmão, sistema nervoso, olhos e sangue. Já o diagnóstico é realizado com análise dos sinais clínicos, sua evolução e duração, bem como, exames específicos.

A causa é multifatorial, incluindo fatores genéticos e ambientais, ainda de acordo com o mesmo estudo. Apesar de não ter cura, o diagnóstico precoce aliado ao tratamento correto pode proporcionar ao paciente, qualidade de vida e bem-estar. Já o tratamento é à base de anti-inflamatórios não-esteroidais, corticóides, medicamentos antirreumáticos e agentes imunobiológicos. Os autores do artigo afirmam que o acompanhamento psicoterapêutico também é importante para o paciente.

As pessoas que sofrem de artrite reumatóide, encontram no Pilates uma maneira complementar para reduzir a inflamação e melhorar a qualidade de vida, através de movimentos supervisionados, de acordo com uma pesquisa realizada nos EUA.

O programa de exercícios é iniciado com os movimentos básicos do Pilates, tanto em solo quanto nos aparelhos, e vai se intensificando com o progresso do aluno. O programa é sempre baseado no grau de inflamação no dia da aula, se estiver muito acentuado, os exercícios são adaptados para não sobrecarregar a área afetada.

Segundo os autores, o Pilates contribui para a aquisição de força muscular e flexibilidade dando mais autonomia ao aluno, pois passa a sentir-se capaz de realizar os movimentos naturais do dia-a-dia com menor rigidez e menos dor.

Venha nos visitar no Espaço Kaizen. Nossos professores estão aptos a receber e ajudar pessoas que sofrem de AR e outras afecções reumáticas. Aqui, tem aulas de Pilates para pessoas de todas as idades. As aulas são planejadas de acordo com os objetivos do aluno levando em consideração o nível de desempenho de cada um. As turmas são formadas com, no máximo, três alunos, que realizam os mesmo exercícios ao mesmo tempo, o que contribui para melhor eficiência da aula e aproveitamento por parte dos alunos. Agente sua aula experimental.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.