Pilates melhora força e flexibilidade de bailarinos, segundo estudo

Mulher praticando pilates
Foto: Corbis

Um estudo publicado na Revista Motriz, intitulado “Influência de um programa de treino Pilates na força muscular e flexibilidade de bailarinos”* teve como objetivo avaliar o efeito de um programa de treino Pilates na força muscular e flexibilidade de bailarinos estudantes.

A dança é uma arte que requer o desenvolvimento de diversas capacidades físicas, portanto, além de ser uma expressão artística, trata-se de uma atividade atlética. A fim de alcançar performances notáveis, o bailarino deve aliar experiência artística ao desenvolvimento físico. Cada movimento deve ser executado de forma correta, lenta, controlada e, principalmente, sem transparecer qualquer esforço, exigindo do corpo alto grau de flexibilidade articular e força muscular.

Dessa forma, o condicionamento físico em bailarinos é um fator essencial, portanto requer treino suplementar que vai além das aulas de dança, que contribua para aprimorar a técnica de acordo com as características da modalidade de dança.

Dentro desse contexto, o método Pilates contribui significativamente no ganho de força e flexibilidade que aprimoram as capacidades técnicas dos bailarinos. Isso porque, os princípios do Pilates corroboram com as habilidades requeridas na dança tais como controle, concentração, movimentação fluida, precisão, respiração e equilíbrio.

No estudo foram avaliados 13 estudantes de dança clássica e moderna com mais de dez anos de prática. Os voluntários foram avaliados antes do início do programa e após 11 semanas de prática de Pilates com sessões de 60 minutos, duas vezes por semana, quanto força muscular e flexibilidade. Além de manter suas rotinas diárias de aulas de dança.

O estudo concluiu que houve ganho significativo em força muscular e flexibilidade articular após o início dos treinos associados ao método Pilates. Isso quer dizer que, o método Pilates é muito útil para o aprimoramento de performance em bailarinos.

Analisando os padrões de treinamento dos dançarinos, o desenvolvimento muscular abdominal é negligenciado, o que aumenta a importância para o treinamento desta musculatura em treinos suplementares. Os músculos abdominais no treinamento normal de dança são apenas estimulados pela atitude característica da dança, que enfatiza a posição da retroversão pélvica. Já o Pilates estimula continuamente a musculatura abdominal, fortalecendo toda a região do “core”,, o que é essencial para definir e suportar as cadeias cinéticas necessárias para elevar os membros inferiores. A constante contração muscular glútea exigida pelos exercícios de Pilates também contribuem para a força muscular.

Seja bailarino profissional ou estudante, venha fazer uma aula de Pilates experimental no Espaço Kaizen e desfrute de todo o seu potencial na arte da dança.

*Motriz: rev. educ. fis. vol.17 no.4 Rio Claro out./dez. 2011

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.