Pilates alivia dor crônica por escoliose, segundo estudo

duas mulheres praticando pilates no reformer
Foto: Corbis

O estudo “Redução da dor crônica associada à escoliose não estrutural, em universitárias submetidas ao método Pilates” publicado na Revista Motriz*, teve como objetivo avaliar a eficácia do método Pilates na redução da dor crônica associada à escoliose.

De acordo com o estudo, a dor crônica é um problema de saúde pública já que é uma das maiores causas de afastamento do trabalho, pois gera no organismo estresse e incapacidade física, dependendo da sua intensidade. As causas das dores podem ser inúmeras, mas uma causa muito comum é a presença de problemas posturais, gerando desconfortos e até lesões graves. No caso da escoliose, trata-se de um desvio lateral da coluna devido ao tensionamento dos músculos da região que são estimulados de forma desequilibrada por má postura ou carga excessiva em um dos lados do corpo, como carregar uma mochila, por exemplo. Ou seja, a escoliose ocorre como resultado do desequilíbrio do corpo e padrões de movimentos diários. Assim, uma área fraca ou desalinhada resulta na compensação ou desenvolvimento de outra área.

Segundo o estudo, realizar alongamentos e praticar atividade física com frequência, ajuda a diminuir problemas como encurtamento dos músculos, perda de mobilidade articular e fraqueza, prevenindo a dor e complicações musculoesqueléticas, como a tensão muscular.

Diante desse quadro, o método Pilates é uma prática que contribui para o alívio da dor e da tensão muscular já que consiste na realização de exercícios físicos, que utiliza a gravidade e recursos mecanoterapêuticos como as molas, que atuam como resistência durante a execução do movimento, como também no auxílio do próprio movimento. Os exercícios são executados com o aluno em posição neutra da coluna, o que proporciona o recrutamento muscular necessário para execução do movimento sem tensionar outros músculos, o que previne fadiga muscular e proporciona estabilidade corporal. Os objetivos do método são aumentar a flexibilidade do corpo, a força muscular, a postura e a coordenação com a respiração com o movimento – fatores essenciais no processo de reabilitação postural.

O método foca na estabilização da coluna através do ganho de força no Power House, ou centro de força, composto por músculos abdominais, glúteos e paravertebrais que trabalham para estabilizar o corpo. Alguns benefícios do Pilates citados no estudo são: estimular a circulação, melhorar o condicionamento físico, a flexibilidade, a amplitude muscular, o alinhamento postural, melhorar os níveis de consciência corporal e a coordenação motora. Participaram do estudo 31 mulheres, entre 18 e 25 anos com diagnóstico de escoliose e apresentando dor crônica na coluna vertebral.

As voluntárias foram divididas em dois grupos, sendo que um deles não foi submetido a qualquer intervenção terapêutica e o outro grupo participou do programa de mecanoterapia pelo método Pilates. Foram 24 sessões de 60 minutos, duas vezes por semana, nas quais os movimentos utilizados foram orientados de acordo com a convexidade da escoliose em cada voluntária. Antes do início do programa, todas as voluntárias passaram por testes a fim de avaliar os parâmetros de comparação ao final do estudo.

O estudo concluiu que o método Pilates mostrou-se como uma ferramenta eficaz no tratamento da dor crônica na coluna vertebral em decorrência de escoliose. Houve redução significativa na intensidade da dor devido aos exercícios de Pilates que visam estimular o trabalho dos músculos estabilizadores da coluna, bem como o controle postural. Aliado a isso o fato de o Pilates ser um método no qual há menor impacto em articulações devido à realização das aulas na maior parte do tempo em posição deitada.

O Espaço Kaizen oferece aulas de Pilates para todas as idades e nossa equipe está apta a trabalhar com reabilitação de diversas enfermidades osteomusculares, tais como a escoliose. Não se acostume com a dor, agende agora mesmo sua aula experimental de Pilates.

*Motriz: rev. educ. fis. (Online) vol.16 no.4 Rio Claro out./dez. 2010

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s