Pilates alivia as dores nas costas quando praticado 3 vezes por semana, segundo estudo

Mulher fazendo Pilates
Foto: Corbis

Desde sua criação, o método Pilates visa a reabilitação. Seu criador, Joseph Pilates, que sofria de diversas doenças, criou o método para fortalecer a própria saúde. Quando foi preso na Segunda Grande Guerra, adaptou os exercícios para ajudar os mutilados da guerra a terem mais qualidade de vida, adaptando os movimentos às suas condições.

Um estudo brasileiro publicado na revista científica “Fisioterapia em Movimento” pelos fisioterapeutas Anne Caroline Luz Grudtner da Silva e Giuliano Mannrich, teve como objetivo analisar os aspectos relacionados ao uso do método Pilates  na reabilitação. De acordo com os autores, o estudo realizado concluiu que o método pode ser utilizado na reabilitação em diferentes populações, inclusive aquelas mais frágeis, como gestantes e idosos. O método também possui diferentes finalidades, como tratamento da lombalgia, correção postural, ganho de massa óssea, força no período pós-operatório, entre outros. A versatilidade do método Pilates se deve ao fato de poder ser adaptado aos cuidados necessários para cada um, com isso, apresenta poucas contraindicações e permitindo o acompanhamento da progressão pelo aluno.

Pilates: não seja enganado! Saiba como avaliar uma aula boa e escolher um estúdio idôneo

Os nove princípios básicos do método Pilates são concentração, controle, centragem, respiração diafragmática, leveza, precisão, força e relaxamento, sendo que os exercícios são adaptados às condições do paciente, e o aumento da dificuldade respeita as características e habilidades individuais, de acordo com os pesquisadores.

Joseph Pilates nomeou de “power house” (centro de força) as contrações realizadas pelos músculos abdominais, glúteos e paravertebrais lombares que são responsáveis pela estabilização do corpo. O centro de força é o fator principal na execução dos exercícios de Pilates. O método é recomendado pata ganho de flexibilidade, definição corporal e aumento da saúde, podendo ser utilizado como tratamento auxiliar em desordens neurológicas, dor crônica, problemas ortopédicos e lombalgia.

Pessoas com alterações posturais são beneficiadas com o método Pilates. Conforme estudo dos autores da pesquisa, a aplicação do método em pacientes com escoliose torna-se uma ferramenta eficaz no combate à progressão da lesão, podendo, inclusive melhorar as condições posturais do aluno e alívio da dor.

Na lombalgia (dor na região lombar), o método Pilates através das contrações dos músculos abdominais associadas à respiração com a adaptação dos exercícios conforme a progressão do aluno, torna-se a forma mais eficiente de tratar esta disfunção.

A pesquisa concluiu que todos os princípios do método devem ser seguidos com sessões de uma hora e três vezes por semana, quando utilizado para reabilitação. No Espaço Kaizen, você encontra profissionais aptos a montar um planejamento adequado para cada tipo de pessoa e disfunção, independentemente da idade e condição física. Se você tem problemas de coluna ou precisa corrigir sua postura antes que lhe traga problemas futuros, venha nos fazer uma visita e agende sua aula experimental gratuita. Aqui, cada aluno é incentivado a progredir em direção aos seus objetivos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s