Estudo comprova: Yoga reduz estresse, ansiedade e promove bem-estar

Yoga no Espaço Kaizen - Dia da Mulher
Aula de Yoga no Espaço Kaizen

O estresse é um estado mental fisiológico que o organismo gera liberando hormônios a fim de lidar com situações adversas do meio ambiente. Se estivéssemos vivendo na natureza, esse estado mental seria útil na fuga de um predador ou no estímulo para caçar uma presa. Hoje em dia, o estresse é usado para que possamos lidar com os desafios do dia-a-dia, ajudando na tomada de decisões rápidas. Por isso, o estresse não é necessariamente ruim, os problemas começam quando ele ocorre quando você está em um momento no qual deveria relaxar ou de forma exacerbada. Esse tipo de situação acomete todas pessoas em qualquer fase da vida, devido ao nosso estilo de vida urbano e frenético.

O estudo brasileiro, de título “Yoga no Controle do Stress” (BAPTISTA; DANTAS, 2002), publicado na revista científica Fitness & Performance Journal mostra como o gatilho do estresse pode ser interrompido com a prática frequente do Yoga. Atualmente, segundo o estudo, o estresse é visto como a combinação de sensações físicas, mentais e emocionais que resultam em preocupações, ansiedades, pressões psicológicas e fadiga, tanto física como mental, esses fatores exigem uma adaptação e uma produção de tensão. Os sintomas variam para cada indivíduo podendo resultar em ganho ou perda de peso, alteração de sono, problemas respiratórios, angústia mental, alterações gastrointestinais, fadiga, dores de cabeça e/ou musculares, depressão e introversão. Esses sinais podem ocasionar em problemas de relacionamento na família ou trabalho, alterações bruscas de humor e comportamento.

O Yoga é um método que pode ser utilizado no combate ao estresse, porque engloba em sua metodologia de aula, etapas que são utilizadas separadamente como forma de terapias; por exemplo, a percepção psicomotora durante os exercícios de alongamento, equilíbrio e força isométrica, associada aos exercícios respiratórios, relaxamento psicofísico e meditação.

Segundo o estudo, o impacto da atividade física sobre o estresse, depressão e ansiedade já foi demonstrado em diversas pesquisas, melhorando auto-estima, sono, etc, devido às adaptações fisiológicas que são promovidas pela atividade física. Dessa forma, o exercício físico estimula o indivíduo a adaptar-se ao aumento da frequência cardíaca, pressão arterial e hormônios do estresse durante o treino, fazendo com que reaja de forma mais calma quando o estresse é desencadeado por fatores mentais ou emocionais.

São 25 modalidades do Yoga e em todas elas, utiliza-se exercícios respiratórios (pránáyáma), posturas físicas (ásanas), relaxamento psicofísico (yoganidra) e meditação (dhyana).

Pránáyáma: nossa respiração reflete nosso estado mental e físico, por exemplo, torna-se ofegante em um momento de inquietude e profunda quando estamos relaxados, assim como, arrítmica e irregular quando estamos em um momento de conflito. No Yoga, a respiração preconizada é para o aumento da flexibilidade, que utiliza toda a área pulmonar, com o emprego das musculaturas abdominal e torácica, ao contrário da nossa respiração do dia-a-dia que emprega apenas o diafragma. A expiração e a inspiração são feitas pelas narinas, sendo a expiração com o dobro da duração da inspiração, a fim de facilitar a absorção do prana (energia vital do ar), segundo os mestres de Yoga. A respiração deve ser lenta e profunda. Existem pránáyámas energizantes, relaxantes e equilibradores. Na cultura oriental, o controle da respiração promove o domínio sobre o corpo, emoções e energia vital.

Ásanas: a finalidade principal de um ásana é de natureza mental, a fim de vencer a inquietude e a fragilidade da mente, o que facilita a concentração. Cada ásana produz um efeito orgânico, físico e emocional específico. Proporciona flexibilidade e equilíbrio endócrino (glândulas responsáveis pela produção dos hormônios do corpo). Para que o praticante atinja os benefícios dos ásanas, cada postura deve ser executada com concentração.

Yoganidra:  é o relaxamento total dos músculos, órgãos e alcance da serenidade mental. Com o corpo e mente relaxados, bem como a respiração leve, o praticante deve manter a consciência, reformulando seus pensamentos direcionando-os para o bem-estar, formando pensamentos positivos.

Dhyana: a meditação é a fase de evolução do treinamento mental, passando pelo estágio I (pratyahara) que consiste na abstração dos cinco sentidos), seguindo para o estágio II (dhárana) de concentração. O objetivo é “esvaziar” a mente sem perder o estado de alerta. Os benefícios vão desde a redução do estresse ao aumento da capacidade mental.

Efeitos psicossomáticos do Yoga comprovados cientificamente:

  • Redução do ritmo cardíaco;
  • Redução do ritmo respiratório;
  • Redução da ansiedade;
  • Alcance do orgasmo;
  • Aumento da memória em 12%;
  • Ampliação da percepção em até 40%;
  • Eliminação do excesso de adrenalina.

No Espaço Kaizen, você encontra Hatha yoga e Vinyasa Yoga. O primeiro consiste em uma prática voltada ao relaxamento, sendo mais tranquila e executada de forma mais lenta. Já o Vinyasa, o praticante encontra uma aula mais dinâmica, voltada à execução mais rápida das posturas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s