O trabalho submetido à natureza do corpo

Foto: InternetNossa coluna vertebral possui três curvaturas naturais, elas servem para distribuir de forma equilibrada o impacto e a sobrecarga, os quais estamos submetidos devido à gravidade e à movimentação do dia-a-dia.

A coluna nada mais do que um conjunto flexível de vértebras “coladas” umas às outras por discos intervertebrais. De acordo com nossa movimentação, as vértebras comprimem e descomprimem consecutivamente os discos a fim de se adaptarem às posições que adotamos.

Leia também
Torcicolo nunca mais!
Meditação para momentos de ansiedade

Assim, quando adotamos posturas que exigem mais compressão do que descompressão, aparecem os problemas de coluna, pois desequilibramos o bom funcionamento da nossa coluna, já que passamos a comprimir demais os discos diminuindo espaço entre as vértebras, em consequência perdemos flexibilidade e crescimento postural.

Por isso, manter hábitos que permitem uma boa postura, previne diversas doenças osteomusculares como lordoses, escolioses, hérnias de disco, problemas no nervo ciático, dores, entre outras.

Mantenha sua coluna equilibrada na hora do sono

– Procure dormir na chamada posição fetal: deite-se de lado com os joelhos flexionados e uma almofada entre os joelhos. Independente do material do seu travesseiro, é importante que seu ombro fique distante da orelha.

– Evite dormir de barriga para baixo para não forçar a lombar.

Boa postura dentro carro, é possível?

– Adote uma postura confortável e relaxada para dirigir, como dependemos dos limites de alcance do espaço livre do volante, dos alcance de pedais, visão, ajustes de assento, distribuição da amplitude da visão, altura dos olhos e outros fatores que devem ser levados em conta, procure estar atento e fazer os ajustes necessários.

– Ao dirigir, procure sentar sobre os ísquios (aqueles ossinhos do bumbum), com a coluna bem apoiada no encosto do banco. Segure na lateral do volante com as duas mãos, posicionando-as paralelamente e observe se os punhos estão alinhados na posição neutra (não podem estar flexionados nem para fora, nem para dentro, devem estar alinhados com mãos e dedos).

– As pernas devem adotar a postura de semiflexão e devem estar relaxadas para não travar os joelhos. Não comprima as pernas contra o assento do banco, porque dessa forma você acaba comprimindo também vasos e nervos.

– Praticamente todo o peso do corpo é distribuído para os ísquios, consequentemente, a posição tem um ponto de referência relativamente fixo no assento. Para isso, o assento deve permitir mudanças frequentes de postura, retardando o aparecimento de fadiga e permitindo que possa desfrutar a viagem em seu carro.

Cuidado com o telefone

– A inclinação da cabeça por um período prolongado pode causar compressão e efeito de pinça nos nervos. Isso compromete a irrigação e a oxigenação sanguínea, além de dores musculares crônicas.

– Observe sempre o alinhamento da sua cervical com a coluna torácica e se suas escápulas estão na posição neutra (nem para trás nem para frente, observe se suas escápulas acompanham o alinhamento dos ombros e quadril).

Pilates

O método ajuda o aluno a manter a consciência na natureza de seu corpo, alinhando os movimentos cotidianos com os limites dados pelo seu organismo.

As aulas são realizadas de forma personalizada a fim de o aluno incorporar cada movimento em sua realidade cotidiana. Movimentos repetitivos e/ou impactantes devem ser trabalhos a fim de amenizar os prejuízos que causam no corpo. Dessa forma, o aluno alcança os maiores objetivos do Pilates: bem-estar e qualidade de vida.

©Espaço Kaizen e HT Pilates. Todos os direitos reservados. Proibida resprodução.

Dia-a-dia

Todos os exercícios do Pilates são aplicáveis no dia-a-dia de todas as pessoas independente de sua profissão e atividades diárias. Por exemplo, a pessoa que trabalha no computador tende a comprimir a coluna na cadeira, projetar o pescoço e sobrecarregar ombros e pernas com o peso do corpo e a má postura.

Donas de casa realizam trabalhos pesados de limpeza, agachando e levantando bruscamente, carregam peso nos braços que sobrecarregam a coluna e tendem a perder a consciência no corpo quando realizam alguma atividade repetitiva como passar roupa ou lavar a louça.

Vendedores tendem a permanecer muito tempo de pé, sobrecarregando a região inferior da coluna, isso leva à projeção dos ombros para frente e o encolhimento do quadril para dentro, projetando a barriga para fora. Perdem a consciência do corpo no fim do dia quando a fadiga toma conta e os pés começam a doer.

Esses são apenas alguns exemplos de profissão, mas todas elas levam à falta de consciência do próprio corpo, por distração, cansaço e fadiga.

Uma boa postura não acontece por acaso, você deve procurar prestar atenção no seu posicionamento durante o dia. Procurando colocar em prática todas as orientações posturais dadas durante a sua aula de Pilates, aplicando os conhecimentos de Pilates em seu cotidiano.

Foto: Internet

Saiba Mais

Todas as dicas anteriores são baseadas no estudo que adapta o trabalho à natureza do corpo humano, a Ergonomia.

Faça Pilates com a gente no Espaço Kaizen. São apenas 3 alunos por turma, formadas de acordo com objetivos e nível de cada um. Entre em contato conosco:

Texto: Letícia Ronche / Foto: Shutterstock / Adaptação: Clara Ribeiro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.