Carnaval: 7 formas de curtir a folia sem prejudicar a saúde

Proteger-se contra o sol, beber água e ir para a folia com roupas adequadas são formas de aproveitar a festa e não colocar a diversão em risco

Foliona se diverte no Carnaval de rua do Rio de Janeiro, em 2013. Foto: Marcos Michael/ Veja
Foliona se diverte no Carnaval de rua do Rio de Janeiro, em 2013. Foto: Marcos Michael/ Veja

As consequências do Carnaval, algumas vezes, podem ser piores do que uma forte ressaca ou cansaço após a folia. Exagerar na dose — seja de álcool ou de sexo —, coloca a saúde em risco por diversos motivos. Já a falta de cuidados básicos com o corpo — como o uso de protetor solar, hidratação adequada e a escolha de calçados fechados —, pode ter resultados como queimaduras, desidratação e lesões nos tornozelos ou joelhos.

Conheça medidas que não colocam sua diversão em risco, mas são eficazes em proteger a saúde durante e depois da folia.

Leia também:
Meditação para começar o dia
Cãibras: como se livrar delas

Alimentação e hidratação

Antes de cair na festa, coma alimentos que ofereçam a energia necessária para um dia de atividades intensas, como os carboidratos (pão, macarrão e arroz), e evite comidas gordurosas, pesadas e de difícil digestão, como carnes e frituras. Para levar à folia, separe snacks que sejam fáceis de comer e ricos em energia, como barrinhas de cereais. Durante os festejos, não passe mais de três horas sem comer e beba sempre muita água: os médicos recomendam pelo menos 3 litros ao dia de líquido. Cuidado com o que ingere na rua. Evite alimentos com maionese, saladas e frutos do mar, que podem causar intoxicação alimentar. Além disso, fique atento à data de validade dos produtos.

Bebida alcoólica

Nunca saia de casa de estômago vazio, do contrário, entre outros problemas, o corpo absorverá o álcool mais rapidamente e a intoxicação causada por ele será maior. Embora seja difícil nessa época do ano, o ideal é não exagerar na bebida — médicos indicam a ingestão de, no máximo, duas doses de álcool por dia. Sempre intercale o álcool com alguma bebida não alcoólica, como água ou suco — beba o mesmo tanto de cerveja e água, por exemplo. Além disso, tome cuidado com bebidas muito fortes e combinações de álcool com energético. Segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia do Rio de Janeiro (Socerj), a mistura, em excesso, pode levar ao aumento da pressão arterial, palpitações, arritmias cardíacas e, em casos graves, derrame cerebral. Para curar a ressaca, beba muito líquido e consuma alimentos nutritivos e leves. O café, em quantidade moderada, pode ajudar a melhorar a dor de cabeça. Em caso de mal estar, faça soro caseiro com um copo de água, uma colher de sopa de açúcar e uma colher de café de sal.

Vacinas

Antes de viajar, certifique-se de que sua carteira de vacinação está atualizada. Como os riscos de cortes por objetos de vidro e de ferro aumentam em festas como o Carnaval, é recomendado o reforço da vacina antitetânica. “Não tem problema se esse reforço for tomado poucos dias antes da viagem”, diz Morad Amar, clínico geral do Hospital Albert Einstein. As vacinas de HPV e de hepatite B — vírus sexualmente transmissíveis — também seriam indicadas para a ocasião. Mas o cuidado deve começar meses antes, já que elas são tomadas em várias doses, com periodicidade que pode chegar aos seis meses. Essas vacinas, é claro, não dispensam o uso de preservativo.

Exposição ao sol

Passe filtro solar pelo menos meia hora antes de se expor ao sol, para dar tempo de o corpo absorver o produto. Protetores infantis são boas opções para dias quentes, já que duram mais tempo e são resistentes à água e ao suor. A quantidade certa de produto para o rosto é de uma colher de sobremesa, e o fator de proteção deve ser no mínimo 30. Procure reaplicar o protetor solar nas áreas expostas ao sol a cada duas horas e usar boné ou chapéu para evitar queimaduras no rosto, no cabelo e no couro cabeludo, além de óculos de sol para proteger os olhos.
Em caso de queimaduras leves, hidrate a pele com loção pós-sol, que não contém substâncias que podem irritar a pele. Se a queimadura for um pouco mais forte, com vermelhidão e ardor, faça compressas com pano embebido em chá de camomila em temperatura ambiente ou um pouco gelado e não exponha a região queimada ao sol. Caso a queimadura seja intensa ou vier acompanhada de náusea, tontura, febre e calafrios, procure auxílio médico.

Cuidados com a beleza

Tenha cautela ao se maquiar. A maquiagem em excesso, somada à exposição solar, pode desencadear uma reação alérgica mesmo em pessoas sem problemas prévios. Máscaras para cílios que não sejam à prova d’água tendem a escorrer com o calor e podem prejudicar os olhos, provocando ardor e coceira. Evite também perfumes, que podem manchar a pele com a exposição ao sol. Batons são as melhores opções para esses momentos: oferecem proteção e hidratação aos lábios. Após a folia, lave bem o rosto e retire o excesso de maquiagem. Caso perceba alguma alergia ou manchas na pele, procure orientação médica.

Pés, pernas e coluna

Alongue braços, pernas, pescoço e lombar antes, durante e depois da folia — cada grupo muscular por 30 segundos. Isso ajudará a evitar dores e câimbras causadas por atividades intensas. Para prevenir torções no tornozelo ou dores no joelho e nas costas, opte por calçar um tênis cuja parte de trás seja 3 centímetros mais alta do que a da frente (padrão da maioria dos tênis esportivos).

Roupas

Evite ir para a folia descalço, para não correr o risco de ter queimaduras na sola do pé — por causa do asfalto ou da areia quentes — e cortes causados por cacos de vidro. Usar um calçado também evita a contaminação de doenças, principalmente micose. Caso vá a lugares cheios, prefira os tênis ao chinelos. Use roupas leves, mas procure proteger áreas que normalmente ficam expostas ao sol, como ombros, colo e rosto. Após a festa, lave bem os pés, entre os dedos e na sola, de preferência com sabonetes antissépticos, facilmente encontrados em farmácias. Em caso de micose, busque tratamento indicado por um médico.

Faça Pilates no Espaço Kaizen. As turmas são de no máximo três alunos e são formadas de acordo com os objetivos e nível de cada aluno. Os alunos realizam os mesmo exercícios ao mesmo tempo, o que permite maior atenção do professor em cada um. Entre em contato conosco:

Fonte: Veja

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.