Meditação no parque

meditacao-parque
Foto: Thinkstock

Domingo pela manhã você sai para passear pelo parque perto de sua casa. O dia está gostoso, a grama está convidativa e resolve sentar um pouco embaixo de uma árvore para meditar. De repente, tudo fica mais claro. E você percebe o quanto é bom praticar meditação no meio das árvores e animais. E acredite: tem muita gente que sente um enorme prazer com a prática ao ar livre.

O professor de Yoga Ganapati, do Centro de Yoga Shivananda, de Porto Alegre, diz que o contato com o verde induz as pessoas a meditar. “O fato de ser ao ar livre é um bom motivo para meditar no parque. Além do mais, o contato com a natureza estimula a prática da meditação, como no caso da Raja Yoga, que é a Yoga real do autoconhecimento, da auto-realização por meio do domínio da mente”, disse Ganapati.

Como a meditação é uma prática de silêncio e concentração, quando você elimina os pensamentos da mente e percebe o seu “eu” interior, nada melhor do que um lugar tranqüilo, que leve a um relaxamento mais completo. A professora Shanti Felicíssimo, do Jai Vida, em Belo Horizonte, acredita que a meditação em parques ajuda as pessoas a se concentrarem melhor e esquecer os problemas. “As pessoas gostam de meditar no parque porque elas estão em volta da natureza, com os barulhos dos animais e o cheiro das plantas. Tudo aquilo que imaginamos no relaxamento nas aulas está ali presente. Isso leva o praticante a esquecer da vida e acreditar em um mundo melhor”, acredita Shanti.

Parque especial de meditação

Para se ter uma idéia, a prática de meditar em parques, praças e lugares públicos, ao ar livre, tem crescido tanto no mundo, que uma cidade italiana, Reggio Emilia, da região da Emilia Romagna, vai ganhar um parque dedicado ao bem-estar e ao relaxamento para que as pessoas possam descansar, fugir do mundo e meditar. E foi a própria população que pediu. Uma pesquisa realizada pela prefeitura com os habitantes da cidade constatou que as pessoas queriam um espaço de cura do corpo e meditação, para promover uma visão integral do ser humano.

Aqui no Brasil, ainda não existe um local específico para isso, mas a prática também é bastante popular. O mestre de reiki Guiano é adepto da meditação ao ar livre. “Uso técnicas de meditação do Osho, que utiliza muitos movimentos, que se encaixam melhor com o espaço aberto, eles se misturam com a natureza, aumentando a conexão com a prática”, disse Guiano.

Para quem não gosta muito de ficar parado ou precisa fazer um exercício, dá para conciliar os dois. O professor Sandro Bosco, do Yoga Dham, indica um tipo diferente de meditação. “Uma boa meditação para se fazer ao ar livre é a meditação caminhando. Você pode até entoar mantras, se quiser”, falou.

A escolha do local

Escolher um bom lugar para meditar não é tão simples. Algumas pessoas conseguem se concentrar facilmente, mesmo com interferências. Mas a maioria não tem essa habilidade. Ganapati afirma que é importante escolher um lugar tranqüilo. “Quando for meditar em parques, ao ar livre, procure sempre um lugar calmo, relaxante, de preferência com bastante área verde e animais. Um lugar sem muitas pessoas ou em um horário que esteja mais vazio, bem cedinho, por exemplo, é o ideal”, falou.

Sandro também recomenda tomar cuidado.“A meditação ao ar livre está sujeita a vibrações. Por isso, é importante escolher um lugar tranqüilo, um ambiente positivo”. Guiano acredita que basta você querer meditar e encontrar um lugar na natureza. “Você pode meditar em qualquer lugar, parque, praça, com muita natureza, e até na praia, escutando as ondas do mar”.

Locais para meditar em algumas cidades do Brasil

São Paulo

Parque do Ibirapuera

Parque Villa Lobos

Parque da Água Branca

 

Belo Horizonte

Parque dos Mangadeiros

Parque Municipal

 

Porto Alegre

Parque da Redenção (Farropilha)

 

Rio de Janeiro

Parque Lúcio Costa

Lagoa Rodrigo de Freitas

Parque do Flamengo

 

Brasília

Parque Nacional

 

Fortaleza

Parque do Cocó

 

Salvador

Parque Metropolitano do Abaeté

Parque da Cidade

 

Curitiba

Jardim Botânico

Parque Barigüi

Bosque Alemão

 

Florianópolis

Parque da Luz

Por: Thays Biasetti

Fonte: Sua Corrida

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.