Meditação: cientistas identificam funções cerebrais que aliviam a ansiedade

 

homem de terno meditando em parque
Foto: Corbis

Cientistas do Wake Forest Baptist Medical Center, nos EUA, identificaram as funções cerebrais envolvidas no alívio da ansiedade durante a meditação.

A pesquisa sugere que apenas alguns minutos de meditação podem ajudar a reduzir a ansiedade normal todos os dias.

“Embora saibamos que a meditação pode reduzir a ansiedade, não havíamos identificado os mecanismos cerebrais específicos envolvidos em aliviar a ansiedade em indivíduos saudáveis. Neste estudo, pudemos ver que áreas do cérebro foram ativados e que foram desativados durante o alívio da ansiedade relacionada com a meditação”, afirma o principal autor da pesquisa Fadel Zeidan.

Leia também:
Yoga como caminho para a Meditação
Meditação: Confira 7 benefícios para a saúde

O estudo foi publicado na revista Social Cognitive and Affective Neuroscience.

A equipe recrutou 15 voluntários saudáveis com níveis normais de ansiedade diários para o estudo. Os participantes não tinham nenhuma experiência anterior de meditação ou transtornos de ansiedade.

Todos os voluntários participaram de quatro classes de 20 minutos para aprender uma técnica conhecida como meditação mindfulness. Nesta forma de meditação, as pessoas são ensinadas a se concentrar na respiração e nas sensações corporais e avaliar sem julgamentos, pensamentos e emoções que distraem.

Antes e após o treinamento de meditação, a atividade cerebral dos participantes do estudo foi examinada usando um tipo especial de ressonância magnética que é muito eficaz em processos cerebrais por imagem, como a meditação. Além disso, relatórios de ansiedade foram medidos antes e depois da digitalização do cérebro.

A maioria dos participantes do estudo relatou diminuição da ansiedade. Os pesquisadores descobriram que a meditação reduziu a ansiedade em tanto quanto 39%. “Isso mostrou que apenas alguns minutos de meditação mindfulness podem ajudar a reduzir a ansiedade normal todos os dias”, afirma Zeidan.

O estudo revelou que o alívio da ansiedade relacionado com a meditação está associado com a ativação do córtex cingulado anterior e do córtex pré-frontal ventromedial, áreas do cérebro envolvidas com a função de nível executivo.

Durante a meditação, havia mais atividade no córtex pré-frontal ventromedial, a área do cérebro que controla a preocupação. Além disso, quando a atividade no córtex cingulado anterior aumentou, área que governa o pensamento e a emoção, a ansiedade diminuiu.

Fonte: JPTL

Um comentário em “Meditação: cientistas identificam funções cerebrais que aliviam a ansiedade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.