Pilates promove saúde e bem-estar na Melhor Idade

Foto: Jack Hollingsworth/Corbis
Foto: Jack Hollingsworth/Corbis

A atividade física é essencial para a saúde das pessoas que entram na Terceira Idade e graças ao conteúdo terapêutico, o Pilates é, sem dúvidas, um grande aliado desses alunos.

O Pilates facilita muito a mobilidade articular e ajuda a fortificar os músculos, além de promover o equilíbrio e a consciência corporal.

As pessoas da Terceira Idade que buscam praticar Pilates, não o fazem apenas para modelar o corpo, mas também para manter-se em movimento e ativos a fim de superarem-se dia-a-dia e alcançar o bem-estar. Além disso, frequentar as aulas é mais um local para socializar-se e encontrar pessoas que compartem uma atividade em comum.

Senhor de idade fazendo Pilates
Foto: Corbis

Um dos objetivos mais importantes é conseguir obter confiança e notar as mudanças na força, no alongamento e no equilíbrio no decorrer do tempo.

Além disso, pode-se notar melhora no cotidiano do aluno, como o andar, sentar, recolher objetos em diversos níveis e mais pique para realizar tarefas variadas que exigem esforço físico.

O método Pilates ajuda o aluno a entender as mudanças de seu corpo, suas limitações e também é uma ferramenta para supera-las. De forma gradativa o aluno vai tomando o controle sobre seu corpo, aumentando sua qualidade de vida.

Com maior controle e força, o aluno adquiri maior estabilidade, evitando quedas que podem prejudicar ossos e articulações com fraturas e lesões. Os tecidos demoram mais para se regenerarem dependendo da idade da pessoa.

O Pilates promove também maior proteção da coluna, permitindo ao aluno uma gama grande de movimentos com músculos fortes e sem sobrecarregar as vértebras, que vai perdendo força ao longo do tempo. Isso leva ao melhoramento da postura deixando a pessoa mais segura para realizar movimentos livres e fluidos na sua vida cotidiana, inclusive praticar esportes, como natação, hidroginástica, corrida, entre outros.

Osteoporose e problemas nos ossos

Através da força muscular adquirida, o aluno de Pilates pode desacelerar os processos de oesteoporose, artrite, artrose entre outros problemas comuns da Terceira Idade. Associado à uma dieta balanceada e controlada por médico e nutricionista, o aluno é capaz de retardar ou até mesmo estacionar os processos de descalcificação dos ossos e enrijecimento das articulacões, pois o método Pilates permite que a pessoa realize os movimentos de todas as regiões do corpo, sem sobrecarregar e sem provocar estresse por repetição.

Mulher senhora raticando Pilates
Foto: Corbis

As Aulas

O Pilates é capaz de melhorar significativamente o condicionamento físico e pscicológico das pessoas na Terceira Idade, levando à uma vida mais saudável, equilibrada, alegre, ativa e muito mais dinâmica.

As aulas são compostas por pessoas na mesma faixa etária e/ou que apresentam o mesmo biotipo. O objetivo do aluno é primordial para o planejamento da série de exercícios bem como doenças, dores, fadiga, limitações, entre outros.

O professor deve estar apto a atender pacientes nessas condições e respeitar as peculiaridades desse público. Os exercícios devem ser leves, mas firmes para manter o ritmo sempre.

Os professores da HT Pilates são especializados para atender todas as pessoas, inclusive aquelas que chegaram à Melhor Idade e desejam manter o corpo revigorado e a mente ativa.

Ligue e agende o seu horário através do telefone (11) 5523-0640, ou compareça à nossa sede na Rua Conde de Itu, 964.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.